6 dicas para decorar vitrines e aumentar as vendas

  •  
Vitrine com móveis

Estima-se que as vitrines sejam responsáveis por cerca de 70% do fluxo de clientes que decide entrar nas lojas. Elas são o primeiro contato do consumidor com o produto e um fator decisivo para conhecer ou não o seu estabelecimento.

Por esta razão, investir na decoração, estudar o público-alvo, planejar temas e inovar na utilização de materiais são passos importantes que determinam o sucesso do seu esforço para impressionar quem passa pela sua loja.

Confira neste post, 6 dicas fundamentais na hora de montar uma vitrine para potencializar as suas vendas.

1. Conheça o seu público

É fundamental conhecer o público que frequenta a sua loja. Mas, muito mais do que idade ou sexo, é importante buscar detalhes como o que essas pessoas gostam de fazer. A partir disso você consegue expandir as suas possibilidades de trabalhar temas que conversem com a rotina dos consumidores do seu produto.

2. Trabalhe com temas

Uma boa forma de guiar a montagem da sua vitrine é trabalhar com temas. Eles podem ser os mais diversos como:

  • estações do ano
  • datas comemorativas
  • assuntos abstratos, como música e referências ao bem-estar.

É fundamental que você passe a treinar o seu olhar, pois as ideias de temas  podem surgir de situações diárias, como um cafezinho com os amigos. Esta seria uma excelente temática para uma vitrine de confecções onde você queira mostrar as roupas sendo utilizadas em um contexto, por exemplo.

3. Mostre conceitos

Qual a mensagem que sobre a sua loja você pretende passar? A montagem de uma vitrine é um ato de contar uma história para os seus clientes. E a mensagem passada deve fazer sentido e conversar com conceitos trabalhados também dentro do seu estabelecimento.

Você pode mostrar que a organização e os cuidados com os produtos da vitrine também se estendem por todo caminho que o seu consumidor irá percorrer dentro da loja.

Outro exemplo seria em relação à sustentabilidade. Ao preferir materiais recicláveis, mostre ao seu consumidor que a sua loja se preocupa com o meio ambiente.

4. Materiais x efeito

A escolha dos materiais é uma das partes mais importantes da decoração de uma vitrine. E não pense que você precisa ter muito para investir.

O segredo é buscar inspirações e conhecer bem os materiais para explorar o melhor que eles podem proporcionar.

5. Tente fugir do óbvio

A sua loja só irá se destacar se você buscar algo diferente. Se o tema da sua vitrine é decoração infantil e as outras lojas do segmento estão apostando em ursinhos de pelúcia, que tal trabalhar com um material alternativo?

6. Trabalhe com cores

Vitrine com cores

Quem trabalha com visual sabe que as cores são responsáveis por efeitos e sensações. Você deve utilizá-las a seu favor.

Azul

O azul é ótimo para vitrines de produtos para bebês, pois passam a sensação de calma e serenidade. Por outro lado, não é a melhor escolha se você trabalha com alimentos e produtos tecnológicos.

Cinza

Cor neutra e muito utilizada em conjunto com tons mais fortes na decoração de vitrines. Em um tom puxado para o prata lembra ambientes festivos.

Preto

Pode ser utilizado como complemento a outras cores. Sem falar no tradicional preto e branco que confere um ar sofisticado ao ambiente.

Tons escuros

Tente evitar tons escuros no fundo da vitrine, pois eles criam um efeito espelho. Desta forma, o cliente pode se dispersar e acabar não prestando atenção nos seus produtos.

Tons vibrantes

Utilize tons vibrantes para vitrines com temáticas sobre o verão e os tons frios para inverno.

O ideal é que você não misture mais do que três cores na mesma vitrine para evitar a poluição visual e o efeito carnaval, a menos que seja o propósito.

Cor x iluminação

Vale destacar também que as cores sofrem efeito da iluminação. Por isso, o ideal é pensar as duas coisas em conjunto para que você obtenha o resultado esperado.

Bônus

O valor dos seus produtos deve estar presente em todos os lugares, inclusive na vitrine. No entanto, tente encontrar formas de colocá-lo de forma leve e que não polua o visual planejado.

E aí? Gostou das dicas? Aproveite e confira este outro post para saber como as embalagens personalizadas podem melhorar a experiência de compra dos seus consumidores.